Alterar idioma

Advocacy

Defesa de interesses

ATUAÇÃO E CONCEITO

Advocacy é a elaboração estratégica da defesa de interesses através de uma estrutura global que considera os aspectos jurídicos, políticos, econômicos e sociais dos temas tratados.

Suas atividades baseiam-se na formulação de políticas públicas, por meio de um relacionamento direto e ético com o governo (relações governamentais). Como é uma prática multidisciplinar, a análise e a interação com diversos stakeholders, tomadores de decisões, atores públicos e privados também são considerados.

A coordenação de ações e a definição de estratégias são feitas em conjunto com outras áreas do conhecimento. Daí a importância dos canais de comunicação e das ações coletivas com a sociedade civil na atuação dos profissionais, buscando a elaboração de uma estratégia única, efetiva e eficaz para a melhoria das políticas públicas.

Advocacy pode ser conceituado como a técnica de escolha dos melhores canais e códigos de comunicação para obter um objetivo perante o Estado:

  • Saber a quem levar a mensagem (canal)
  • Saber como levar a mensagem (código)
  • Saber quando levar a mensagem (referente)
  • Saber quais as ferramentas que concretizam a resposta (leis, portarias, atos normativos, criação de comissões, etc.)

Assim, o Advocacy busca solucionar os problemas na comunicação entre sociedade e Estado, que podem ser:

  • O Poder Público não está ciente do problema.
  • A questão não é considerada uma prioridade pelo Estado.
  • Não se conhece uma solução para o problema.
  • Não há orçamento suficiente para a área.
  • Não há ânimo político.

ATUAÇÃO E CONCEITO

Advocacy é a elaboração estratégica da defesa de interesses através de uma estrutura global que considera os aspectos jurídicos, políticos, econômicos e sociais dos temas tratados.

Suas atividades baseiam-se na formulação de políticas públicas, por meio de um relacionamento direto e ético com o governo (relações governamentais). Como é uma prática multidisciplinar, a análise e a interação com diversos stakeholders, tomadores de decisões, atores públicos e privados também são considerados.

A coordenação de ações e a definição de estratégias são feitas em conjunto com outras áreas do conhecimento. Daí a importância dos canais de comunicação e das ações coletivas com a sociedade civil na atuação dos profissionais, buscando a elaboração de uma estratégia única, efetiva e eficaz para a melhoria das políticas públicas.

Advocacy pode ser conceituado como a técnica de escolha dos melhores canais e códigos de comunicação para obter um objetivo perante o Estado:

  • Saber a quem levar a mensagem (canal)
  • Saber como levar a mensagem (código)
  • Saber quando levar a mensagem (referente)
  • Saber quais as ferramentas que concretizam a resposta (leis, portarias, atos normativos, criação de comissões, etc.)

Assim, o Advocacy busca solucionar os problemas na comunicação entre sociedade e Estado, que podem ser:

  • O Poder Público não está ciente do problema.
  • A questão não é considerada uma prioridade pelo Estado.
  • Não se conhece uma solução para o problema.
  • Não há orçamento suficiente para a área.
  • Não há ânimo político.

São possíveis soluções:

Buscar influir nos planejamentos orçamentários, comprovando a necessidade de expansão de recursos em determinada área.

Mostrar, com dados, fontes confiáveis e relatos sobre a importância do tema.

Expor os problemas e necessidades existentes na sociedade.

Promover relações institucionais e governamentais com autoridades, formuladores de agenda e tomadores de decisão, para discussão e implementação das políticas públicas necessárias.

Fazer sugestões de outras fontes de recursos para implementação de determinadas políticas públicas.

Sugerir melhorias e soluções, a partir da pesquisa e colaboração com especialistas da área.

Advocacy, assim, é mais uma ferramenta na efetivação de uma democracia substancial – entendida não só a regra da maioria, mas também o respeito e a inclusão às pautas sociais e setoriais. 

Nesse cenário, enquanto área de atuação, o Advocacy busca superar o hiato entre representados (detentores do Poder) e representantes (que exercem este Poder), efetivando as finalidades republicanas traçadas na Constituição de 1988.

Voltar

Home